contato@comunicabc.com.br

21 de maio, 2024

Ferramentas de gestão de pessoas: tecnologia a serviço das empresas

Ferramentas de gestão de pessoas

Graças às ferramentas de gestão de pessoas, o engajamento dos funcionários foi mantido durante a Covid-19 e fortalecido posteriormente.

Os últimos meses nos mostraram que as ferramentas tecnológicas podem realmente unir os funcionários.

Forçadas a organizar o trabalho remoto em tempo recorde, as empresas mudaram suas formas de trabalhar, em profundidade e por muito tempo.

Agora, é hora de se inspirar nas boas práticas para otimizar o RH e acelerar a inovação. Contudo, uma ferramenta de gestão de desempenho e talento pode ajudá-lo.

Afinal, o que é gestão de desempenho?

A gestão de desempenho consiste em configurar um conjunto de processos e comportamentos, mas também um ambiente de trabalho, que permite aos colaboradores alcançar o melhor desempenho possível.

Este método tem como foco otimizar o desempenho de cada indivíduo para melhorar os resultados do coletivo e, de fato, faz parte de uma lógica de melhoria contínua.

Logo, a gestão de desempenho baseia-se numa relação de confiança e acompanhamento regular entre os líderes de equipe e os colaboradores.

Sobretudo, este último deve sentir-se apoiado para se envolver plenamente e fazer com que o negócio tenha sucesso.

Para que este sistema funcione é, portanto, essencial criar um ambiente de trabalho motivador para os colaboradores e depois medir os seus resultados.

Crie um círculo virtuoso através da tecnologia

Muito mais do que uma tendência passageira, levar o fator humano em consideração na estratégia de negócios é fonte de benefícios e inovação.

O engajamento e a retenção de funcionários muitas vezes são erroneamente vistos como um negócio exclusivo do RH. De fato, esses assuntos têm fortes impactos em todo o negócio da empresa.

Em seu white paper dedicado à experiência do funcionário, Josh Bersin, um analista reconhecido em liderança e gestão em todo o mundo, apoia isso: empresas com uma estratégia real de experiência do funcionário têm duas vezes mais chances de exceder seus objetivos financeiros.

Tendo entendido há muito tempo a estreita ligação entre a satisfação dos funcionários e a inovação a Blablacar inclui em seus 5 principais KPIs o eNPS (ou seja, o Employee Net Promoter Score).

Desse modo, é possível medir o bem-estar de todos os colaboradores e, assim, otimizar a gestão do desempenho no trabalho.

Para Nicolas Brusson, CEO e cofundador da Blablacar, cuidar de seus funcionários é uma solução vencedora no longo prazo.

Sua tese: “Funcionários felizes fazem o possível para satisfazer nossos usuários que, por sua vez, utilizam mais nosso produto, transformando esse uso em volume de negócios e, finalmente, nos lucros, o que nos permitirá atender às necessidades dos funcionários e usuários a longo prazo. É um círculo virtuoso, cada pilar sustenta o próximo”.

Ferramentas para gestão de pessoas: por que gerenciar o desempenho?

Após o período da pandemia global, o trabalho híbrido aos poucos vai se impondo a todas as empresas.

Sobretudo, isso envolve novos desafios, incluindo operação em modo distribuído. As organizações, como agências de marketing, por exemplo, agora devem levar em consideração diferentes arranjos de trabalho (100% remoto, 100% no escritório, 50/50), às vezes dentro da mesma equipe.

Para lidar com essa transformação e garantir uma experiência de RH unificada para todos os seus funcionários, você terá que equipá-los para promover seu desempenho e seu comprometimento.

As diferentes funcionalidades de uma ferramenta de gestão de desempenho e talento

Para mudar suas práticas gerenciais e acelerar a inovação, a tecnologia oferece um conjunto de recursos.

A gestão de desempenho e talento bem sucedida baseia-se na consolidação de dados, na análise de indicadores que permitem a tomada de decisões informadas visando a implementação de uma abordagem global e planos de desenvolvimento individual personalizados.

Vimos que talento era um termo que abrangia diferentes realidades. Estes estão particularmente ligados ao contexto em que o talento e o desempenho ganham forma.

É nesta perspectiva que os determinantes da organização irão influenciar os contornos do processo de gestão de desempenho e talento.

Assim, os níveis de maturidade da empresa e sua função de RH impactarão no nível de formalismo e estruturação do mapeamento.

Isso significa que é possível definir um mapa mais ou menos elaborado para se ajustar às necessidades da organização.

O processo de formalização pode, assim, ser progressivo. Este é um processo vivo que, como tal, pode evoluir para se adaptar às mudanças organizacionais, mas que deve, no entanto, seguir uma certa lógica ao longo do tempo.

A gestão desempenho faz sentido, portanto, independentemente do tamanho da empresa, do seu setor ou da sua estratégia.

As ferramentas e metodologias utilizadas irão variar de acordo com um certo número de parâmetros que a empresa irá determinar a montante da sua abordagem.

Além disso, os valores da empresa também podem enriquecer seu mapa. Assim, você pode confiar neles para medir concretamente como eles se refletem nas ações e no comportamento dos funcionários.

Campanhas de entrevista de avaliação

A transição para o trabalho híbrido marca o fim da entrevista anual? Não!

Este momento continua sendo muito importante para coletar as necessidades de desenvolvimento de uma pessoa, bem como discutir seus pontos fortes e fracos.

No entanto, muitas vezes é percebido como pouco eficaz: de acordo com um estudo da Elevo realizado com 1.500 funcionários, apenas 15% deles o descrevem como muito útil.

A falha é a falta de comunicação interna sobre seus benefícios e acompanhamento das necessidades relatadas pelos colaboradores.

Além disso, para muitas empresas, este exercício é suficiente por si só, devendo ser complementado por trocas mais regulares.

Portanto, sem uma ferramenta de gestão de pessoas, a administração dessas entrevistas se torna extremamente difícil para as equipes de RH gerenciarem.

Quais são os objetivos da gestão de desempenho?

As ferramentas de gestão de pessoas permitem adquirir colaboradores com elevado potencial, desenvolvê-los e retê-los o maior tempo possível de forma a criar competitividade e rentabilidade, como explicamos acima.

Contudo, os objetivos da gestão de desempenho são bem definidos quando queremos automatizar processos na jornada de colaboradores e melhorar ainda mais as suas habilidades.

Visto que, casos reais como o Facebook ou a Apple mostram que a gestão de desempenho é um vetor de desempenho geral, mas também um meio de adaptação rápida a ambientes em mudança.

Melhore o desempenho de cada funcionário

Graças a objetivos claros e feedback regular, cada funcionário é incentivado a investir o máximo possível no cumprimento de suas missões.

O principal objetivo desta abordagem é motivar cada colaborador a dar o melhor de si e para isso, o gestor garante o acompanhamento individual de todos os membros da sua equipa e mantém um diálogo regular de forma a incentivá-los, ressignificar os seus trabalhos e parabenizá-los.

Reuniões individuais regulares lembram o colaborador de sua importância dentro da empresa e permitem ao gestor garantir que os membros de sua equipe sempre se sintam em sintonia com o projeto geral.

Reúna os funcionários em torno de um objetivo comum

A gestão de desempenho depende, sobretudo, do envolvimento de cada colaborador para o sucesso da empresa.

Além disso, a relação com o gestor continua, portanto, fundamental, mas a adesão à visão da empresa também ajuda a motivar as tropas.

Contudo, os objetivos do empregador devem ser claros e todos devem se sentir preocupados com o sucesso do projeto.

Desse modo, o sentimento de pertença a um grupo e a um objetivo maior motiva os colaboradores a investirem plenamente em cada missão para garantir o sucesso do projeto global.

Quais são as ferramentas de gestão de pessoas?

Comunicação transparente, cronograma de fácil acesso e objetivos claramente definidos são as chaves para o sucesso de qualquer estratégia de gestão de desempenho.

Nos últimos tempos, diversas ferramentas de gestão de pessoas surgiram para ajudar as empresas a ter sucesso nesse processo.

O software de gerenciamento de tarefas é muito útil nesse contexto: ferramentas como Trello ou Idone permitem que todos os membros da equipe vejam rapidamente quais tarefas estão pendentes, em andamento ou bloqueadas.

Todos podem atualizar o status de uma tarefa ou adicionar comentários de maneira muito simples.

Os recursos de painel dedicados também são importantes para um rastreamento mais automatizado; o desempenho pode então ser medido e lido rapidamente pelo gerente, em larga escala.

Centralizar todas as informações de RH e todos os dados operacionais em ferramentas dedicadas simplifica muito o monitoramento das tarefas e a evolução dos funcionários e economiza tempo valioso para a gestão de desempenho.

Dicas para um programa de gerenciamento de desempenho bem-sucedido

Além das ferramentas de gestão de pessoas serem postas em prática para garantir uma boa gestão de desempenho, existem muitas maneiras de criar um ambiente motivador para os colaboradores.

Se a comunicação transparente e a benevolência permanecerem em ordem, algumas atividades divertidas podem, de forma ad hoc, motivar os funcionários.

Para fortalecer a coesão de um grupo, é possível, por exemplo, desenvolver uma  estratégia de incentivo.

Trata-se de montar ações concretas como desafios comerciais, dar brindes ou organizar eventos internos que motivem os colaboradores e os façam querer se envolver o máximo possível para o sucesso do projeto da empresa.

Para motivar uma equipe de vendas , nada como um seminário inspirador ou um desafio com uma recompensa atraente.

Os funcionários também devem saber exatamente o que se espera deles, por isso é importante estabelecer uma cultura de feedback:

Ao receber feedback sobre suas atividades com a maior frequência possível, os funcionários visualizam melhor o que é considerado um trabalho bem feito e podem corrigir rapidamente se necessário.

Conclusão

Fornecer feedback regular sobre as ações dos membros da equipe também gera confiança no gestor, que demonstra o cuidado dispensado a todos.

Da mesma forma, este último tem todo o interesse em explicar suas escolhas de orientação aos membros de sua equipe, para que eles tenham uma melhor visão do projeto mais global da empresa e o acompanhem em suas decisões.

Para estimar a eficácia da abordagem, também é crucial medir o desempenho individual dos funcionários.

É então necessário ser transparente com cada um, propondo uma descrição de cargos e objetivos precisos, bem como processos de trabalho claramente definidos. Em suma, quanto mais claros forem os objetivos a serem alcançados para o funcionário e seu gestor, mais fácil será mensurar a melhoria de desempenho no departamento.

Tags:

Redação LUB Portal

Redação LUB Portal

O LUB Portal é um portal que traz as principais artigos e noticias para te ajudar. Trazendo dicas e muito conteúdo de qualidade.

Está Gostando? Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *